domingo, setembro 11, 2011

Refrigerante, a bebida da vez!


Como de praxe, aos sábados costumo ir ao supermercado fazer compras. Neste, não foi diferente em princípio compro leite, pães, carnes diversas e mais alguns mantimentos dos quais necessito.
Ocorreu neste dia uma promoção de um refrigerante famoso que era o seguinte: ‘Na compra de um refrigerante, leve outro inteiramente gratuito’. Logo percebi a confusão antes mesmo de chegar à porta do supermercado. Senti algo terrível acontecendo e me perguntei: “Onde estão as donas de casas para comprar leite para seus filhinhos? Os papais musculosos carregando a tais caixas de leite para as ‘patroas’?” O que enxerguei foi uma cena inusitada, as pessoas enchiam seus carrinhos com o tal refrigerante. Até um vizinho meu, que me deu carona para ir ao mercado, fora comprar dois galões com seis unidades da bebida eficiente para uma bela engorda. O mais terrível foi pensar que meu vizinho deixou de comprar a carne da semana, alegando esta estar cara para seu mísero bolso, e falando bem do grande feito, mas com o carrinho cheio do liquido asqueroso e ‘celulitoso’.
Realmente, devo confessar que a maioria da população mundial bebe refrigerantes, todas as manhãs, no almoço, e o mais sagrado na reunião familiar noturna. É comprovado que o famigerado, aumenta o risco de doenças como obesidade, diabetes, gastrite e câncer de esôfago... Causando assim, sérios problemas a saúde para os quem consomem diariamente.
Entrando no supermercado, me surgiu a idéia de uma promoção: - Na compra de uma dúzia de laranja, leve outra inteiramente grátis! – ilusão minha, pensar que poderíamos ser felizes bebendo suco natural de fruta, ou então produzir, bolos, tortas, salada de frutas, tudo para o fruto não estragar em nossas prateleiras.
Passa fome quem quer nos dias de hoje no Brasil, ou melhor, apenas passam fome as pessoas que não tem poder aquisitivo para comprar seu sustento e vive de bolsas governamentais, essas pessoas fazem filhos, para tentar mantê-los nas escolas para receber um botijão de gás, um litro de leite por semana, material escolar uma vez por ano, uniforme escolar no inicio de cada ano. O governo se esquece que aquele pobre coitado tem quatro, cinco irmãos e ainda a mãe sendo violentada pelo marido, isso quando tem marido, e acaba novamente engravidando para botar mais um no mundo que irá receber todas as condições mencionadas neste parágrafo.
A sina da bebida gasosa era digna de se fotografar e filmar. A miséria da população é visível e o aumento do fluxo nas academias será importante. Quem sabe tenha mais promoções dessas, algo que nos levasse a restaurantes para comermos hambúrgueres com batatas fritas. Seríamos obesos de fundos ocos para aumentar as estatísticas hospitalares.
Temos que correr, a tal promoção acaba no final do domingo e como sou uma pecadora, comprei uma garrafinha e ganhei outra.

Paola Vannucci
11/09/2011