Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2006
Religião não se discute!

A mim não cabe discutir religião.
Se freqüento essa ou aquela igreja, mas o fato é que o ser humano a deturpa tanto que nem mesmo me sinto bem indo a uma igreja me confessar a Deus. Sei que posso estar errada, mas quando freqüentamos qualquer crença, mesmo a mais estranha, é por que necessitamos de conforto a nossas almas.

Seicho noie - dizem que é uma seita Espiritismo – macumba
Católicos - se nem ao menos crisma fiz - lugar onde se freqüenta tantos e muitos devotos a santos, na realidade A Igreja Católica é onde se encontra o mais fieis, os mais devotos e verdadeiros seguidores da vida de Cristo.
Evangélicos - há dois grupos - os do inicio da Santa Inquisição - os verdadeiros protestantes - Lutero, João Huns, e por aí vai Ellen G White a adventista e profetisa...
Evangélicos modernos - Os que acham, pensam e agem influenciando pessoas as derrubando cada vez mais a uma miséria psicológica com suas lavagens mentais e o resulta…
Pessoal, peço desculpas a todos mas esta semana não tive espaço mental a produzir nada. Darei um descanso por mais um tempo......... Mas deixo vc todos com uma letra incrível, Vander Lee beijos a todos Paola Do BrasilVander Lee Composição: Indisponível Falar do Brasil sem ouvir o sertão É como estar cego em pleno clarão Olhar o Brasil e não ver o sertão É como negar o queijo com a faca na mão Esse gigante em movimento Movido a tijolo e cimento Precisa de arroz com feijão Que tenha comida na mesa Que agradeça sempre a grandeza De cada pedaço de pão Agradeça a Clemente Que leva a semente Em seu embornal Zezé e o penoso balé De pisar no cacau Maria que amanhece o dia Lá no milharal Joana que ama na cama do canavial João que carrega A esperança em seu caminhão Pra capital Lembrar do Brasil sem pensar no sertão É como negar o alicerce de uma construção Amar o Brasil sem louvar o sertão É dar o tiro no escuroErrar no futuro Da nossa nação. Esse gigante em movimento Movido a tijolo e cimento Precisa de arroz com feijão Que t…

Liberdade!

O que posso falar de liberdade, se não falar do caos que vive a humanidade. Desde que nascemos ouvimos falar em: Livre arbítrio, ouvimos falar em luta pela igualdade, falamos sempre em conquista pela liberdade.
Mas desde quando o ser humano descobriu que é o 'único animal racional', começou a escravizar o próximo, daí este escravo começou a luta por cidadania, luta por igualdade social, luta para ser livre...
Guerras vieram com suas conquistas de poder, poder significa controlar o maior número possível de massa popular, para que nos tornemos escravos e sim a nossa liberdade assistida.
Liberdade seria banalidade, causa perdida de todas as condições conquistadas. Liberdade quem a tem.
Somente Deus o ser unicamente livre e fez e faz o que quer.
Deus é sensato e nos coloca a prova...
Deus nos deu a liberdade de pensar e agir, nós é que não a usamos em beneficio do bom proveito.
Liberdade assistida por um sistema de computador.
Quando temos receio do ladrão da esquina. Toda criança nasce l…

Paz entre povos

Falar de amor nunca é demais
o amor nos absorve como um todo,
Mas,
por amor,
amanheço e brilho na passarela
pois sou a virgem desvairada a procura de um grande amor...
meu primeiro amor não me quiz,
chorei , bradei,
mas firme fiquei.
estou aqui pra contar história e clemenciar a Paz entre os povos
Paz!
Amor que nao se sente a não ser quando
se cobiças do próximo até que ele morra
Armas nucleares para quem morrer?
A humanidade gasta por mentecapitos da nova era?
Guerras, atrocidades vejo em meu rico olhar,
dirá nossos filhos que terão que lutar.
Para que vale deixar meus herdeiros se vou morrer preocupada?
Penso no amor como busca do infinito.
Pois aqui faço minha declaração:

Amo você;

Amo a vida;

Amo a terra;

Amo me voluntariar;

Por fim

Amo Deus!!!
...Que os infernos dista do meus caminhos.

Pois aqui grito em alta voz:
Amo a Paz que um dia ei de ver sobre todos os povos!!!!




PAOLA VANNUCCI

CORPOS

Os corpos aqui presentes,
São os corpos presentes na alma dos sentidos viver
Paixão louca que corrompe minha mente
Como gostaria sentir a dor da nudez
Queria sentir o perfume do desejo
Queria a flor da pele amar o profundo da noite
A lua pede o encontro dos nossos corpos
A lua suplica o arder de nossas bocas tocadas
Meu corpo consola em sonho
Nossos corpos sedentos
Nossos corpos covardemente são distanciados....
mas
O amor corrompe minha vida

Corpos ausentes...



PAOLA VANNUCCI

VIDA ALHHEIA

Porque será que descobrir a vida alheia, é divino?
Porque nos tornamos verdadeiros voyers
Porque a simples fofoca nos realiza?
Divina e trágica vida,
Tortuosa,
Lamento-me agora por não ter realizado certo porém...
Terremotos de minha alma
Sonhos ainda desejosos,
Mas este ou aquele, ainda me persegue...
Aquele quer me descobrir
Este, então...
Pelo simples fato de envolver-me já está feliz...
Eu me sinto feliz,
O platônico nos toma gosto,
Eu me realizo no platônico
Situação deveras incrível
Pois nunca encontrei o amor verdadeiro
Meu primeiro amor trancado no tempo ficou,
O primeiro amor parece não querer me encontrar
Frustração de mentes e corpos
Meu primeiro amor me negou
E todos riram da minha posição...
Fico a perguntar:
Porque será que o tempo não parou?
Passou...
E por que tantos ainda me olham com desdém?
Será porque meu primeiro amor não se concluiu?
Mas ainda quero saber
Se o alheio tem algum segredo?



Talvez não seja este poema, mas escrevi...
Para quem escreve, tudo parece sem significado, portanto as pal…