Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2007

Na calada da noite!

O dia é escuro
E a noite se cala
É como se uma luz negra apagasse toda a sua magia
É bem eu estar a sua espera
Para você dizer
Que sente algo por mim,
Dizer
Que me gosta igual ao que sinto...
Como é bom seu carinho.
Como foram boas todas minhas descobertas...
Eu gosto,
Você enoja.
Eu sinto,
Você despreza.
Eu sofro e
Você sorri...
Nas noites me calo a pensar
Calo porque ainda sinto seu corpo
Calo só para ouvir sua vóz, mas
Você despreza,
Você desgosta,
Você enoja...
O que aconteceu?
O que sentimos agora?
Você nem me sente no momento.
Como pode me gostar agora?
Como pode me amar agora?
Como me fazer mulher agora?
O dia é escuro, e
Não sinto seu cheiro, pois
Na noite se trancou...
E não ouço sua vóz, pois
Você se foi
Na calada da noite



Este poema é dos anos 90, totalmente diferente dos meus sentimentos atuais, as vezes é bom voltar ao passado e valorizarmos o dia de hoje, que apesar de algumas desventuras sinto-me FELIZ.

PAOLA VANNUCCI

Sinfonia

Completa sinfonia quando a leio escrita por suas palavras
Completa sinfonia quando sinto cada toque de mãos que me seduzem
Completa sinfonia quando percebo o olhar sedento de amor, uma leve luxuria, mas que nos alimenta do bom desejo.
Completa sinfonia da in-sinfonia e não a regularidade dos momentos
Momentos intensos de vidas incertas que se completam na sinfonia completa de suas palavras...........
PAOLA VANNUCCI

Flávio Venturini - Clube da esquina II


O REPOUSO DA NOITE
ENRIQUECE MINHA ALMA
DURMO COMO UM ANJO A ESPERA DO MEU AMOR
O RECANTO DOS MEUS APOSENTOS
É MAGICO COMO NOSSO AMOR
QUE CRUZA ESTRADAS, PONTES, RIOS, LAGOS
MAS SEI QUE MEU SENTIR CHEGA ATÉ VOCÊ
MEU DESPERTAR VEM COM O BARULHO DOS SEUS SINOS
MEIGOS E SUAVES ME ACORDAM COM SEU DOCE PERFUME
AMANHEÇO O DIA SABENDO QUE TEM UM ANJO ME ESPERANDO
É A ESPERANÇA DO MEU SORRIR



PAOLA VANNUCCI

'Perdoei por amor', diz mulher do ônibus 499

Perdoar por amor?
Pode até ser, mas voltar viver com esse tipo de pessoa, oras, não vale a pena.
As pessoas tem de valorizar a vida e o bem estar.
Jamais voltaria com quem me apontou uma arma, ‘salvo, nunca vivi agressão desse tipo’, mas penso que se alguém me fizer algum mal, jamais poderei voltar a viver e ou ter uma vida incomum com este alguém.
Pergunto:

Onde está a valorização do Eu?

Onde está a dignidade perante a vida , filhos e a justiça?

Justiça sim, sou a favor de muita justiça, desde que esta não me maltrate e nem me atrapalhe. Justiça me dá o direito de opinar para as coisas certas e agir com a razão, mas jamais com o coração, agir com o coração é digno, e gosto muitas vezes usar meu coração para acompanhar todos os fatos. Agir sem sabedoria nos faz ficar mais perto da morte.

Essa moça aparentemente diz sentir-se bem, mas não estou aqui a julga-la e nem culpa-la. Estou aqui questionando a verdadeira justiça.

Perdoar é divino, sábio e difícil, mas basta apenas perdoar sem consumar o…