terça-feira, julho 31, 2007

Na calada da noite!



O dia é escuro
E a noite se cala
É como se uma luz negra apagasse toda a sua magia
É bem eu estar a sua espera
Para você dizer
Que sente algo por mim,
Dizer
Que me gosta igual ao que sinto...
Como é bom seu carinho.
Como foram boas todas minhas descobertas...
Eu gosto,
Você enoja.
Eu sinto,
Você despreza.
Eu sofro e
Você sorri...
Nas noites me calo a pensar
Calo porque ainda sinto seu corpo
Calo só para ouvir sua vóz, mas
Você despreza,
Você desgosta,
Você enoja...
O que aconteceu?
O que sentimos agora?
Você nem me sente no momento.
Como pode me gostar agora?
Como pode me amar agora?
Como me fazer mulher agora?
O dia é escuro, e
Não sinto seu cheiro, pois
Na noite se trancou...
E não ouço sua vóz, pois
Você se foi
Na calada da noite



Este poema é dos anos 90, totalmente diferente dos meus sentimentos atuais, as vezes é bom voltar ao passado e valorizarmos o dia de hoje, que apesar de algumas desventuras sinto-me FELIZ.

PAOLA VANNUCCI

sábado, julho 14, 2007

Sinfonia

Completa sinfonia quando a leio escrita por suas palavras
Completa sinfonia quando sinto cada toque de mãos que me seduzem
Completa sinfonia quando percebo o olhar sedento de amor, uma leve luxuria, mas que nos alimenta do bom desejo.
Completa sinfonia da in-sinfonia e não a regularidade dos momentos
Momentos intensos de vidas incertas que se completam na sinfonia completa de suas palavras...........

PAOLA VANNUCCI



sábado, julho 07, 2007





Flávio Venturini - Clube da esquina II


O REPOUSO DA NOITE
ENRIQUECE MINHA ALMA
DURMO COMO UM ANJO A ESPERA DO MEU AMOR
O RECANTO DOS MEUS APOSENTOS
É MAGICO COMO NOSSO AMOR
QUE CRUZA ESTRADAS, PONTES, RIOS, LAGOS
MAS SEI QUE MEU SENTIR CHEGA ATÉ VOCÊ
MEU DESPERTAR VEM COM O BARULHO DOS SEUS SINOS
MEIGOS E SUAVES ME ACORDAM COM SEU DOCE PERFUME
AMANHEÇO O DIA SABENDO QUE TEM UM ANJO ME ESPERANDO
É A ESPERANÇA DO MEU SORRIR



PAOLA VANNUCCI

segunda-feira, julho 02, 2007

'Perdoei por amor', diz mulher do ônibus 499

Perdoar por amor?
Pode até ser, mas voltar viver com esse tipo de pessoa, oras, não vale a pena.
As pessoas tem de valorizar a vida e o bem estar.
Jamais voltaria com quem me apontou uma arma, ‘salvo, nunca vivi agressão desse tipo’, mas penso que se alguém me fizer algum mal, jamais poderei voltar a viver e ou ter uma vida incomum com este alguém.
Pergunto:

Onde está a valorização do Eu?

Onde está a dignidade perante a vida , filhos e a justiça?

Justiça sim, sou a favor de muita justiça, desde que esta não me maltrate e nem me atrapalhe. Justiça me dá o direito de opinar para as coisas certas e agir com a razão, mas jamais com o coração, agir com o coração é digno, e gosto muitas vezes usar meu coração para acompanhar todos os fatos. Agir sem sabedoria nos faz ficar mais perto da morte.

Essa moça aparentemente diz sentir-se bem, mas não estou aqui a julga-la e nem culpa-la. Estou aqui questionando a verdadeira justiça.

Perdoar é divino, sábio e difícil, mas basta apenas perdoar sem consumar o fato.

Perdoar é dar justiça ao que se acha certo e renovar nossas forças junto do coração.
Perdoar é viver com a alma e coração.

Mas perdoar sem valorização....

Estou aberta aos comentários, não sei se ficou bom a mensagem, mas fica aqui minha indignação diante desse fato.