Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2010

Rir, sorrir, riso

Sorriso de uma flor
que com muito amor
perfuma o caminho de pobres transeuntes.

Sorriso maroto, daquela que foi sereia
Mas sem técnica
conduz palavras
em meio caos urbanos

Sorriso para quem quer me ouvir
ou para quem quer me calar,
dou a volta e transmito meu recado

Sorriso inteligentemente usado,
para simplesmente quando acordar
amansar meu dia,
resolver catástrofes abraçando a vida com amor

De que adianta sorrir,
Se quem me olha reflete
o porquê do meu riso?Paola Vannucci20/09/2010

Meu sobrinho é um Poeta

Pedro Vannucci, 13 anos, rabisca linhas de pura poesia.
E maravilhoso ler suas poesias e sentir sua felicidade quando eu chego à sua casa e ele logo me mostra uma de suas criações.

Leremos:

RENASCENDO EM NATAL

Mas como eu gostaria
de viver só na alegria,
Em um lugar como Natal
que fica no litoral.

Lá eu viveria
Só na tranquilidade,
seria como renascer ou
renovar minha idade.

Eu gostaria de ir
para o Morro do Careca,
Lá eu poderia sorrir, e
não me tornar um pateta.

Eu não fico na esperança,
O que quero, eu sigo
Pois não ficaria uma lembrança,
Seria além do infinito.

Mas eu paro por aqui,
Já chega de sonhar.
Pois foi aqui que vivi
Com minha família em meu lar.


Pedro Vannucci Mendes Cleto