Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2008

O dia do amanhã

O dia do amanhã

Detenho minhas vontades,
Na espera do dia seguinte.
Nada sei do amanhã
Sei que depende de mim.
Talvez, não.

Meus atos são intensos
A vida me seduz
Conduz-me a algo ilimitável.
A vida o seduz
O conduz a algo irrealizável,
Estamos sempre distantes.

Minha luta continua.
É rica e farta,
Canso-me,
Pois haverá agonia, tempestade.
Haverá desprezo da alma.
Haverá morte,
Terremotos acontecendo.

E eu sem nada poder fazer.
Vidas ceifadas num piscar de olhos.
E eu sonhando na ideologia
Vidas roubadas sem um por que,
Depois do terremoto,
Vem a tempestade.

Choros,
Coros infantis suplicam por seus pais,
Sem nada entender.

O dia da agonia evidencia a fraqueza humana
O da reconstrução?
O dia seguinte virá
Não sei se com a tempestade?
Não sei se com terremoto?
Não sei se meu amor saberá de mim?

O amanhã sempre irá existir.

Paola Vannucci
27/05/2008

Educar nossos filhos

Quando há o desejo de se ter um filho, esperamos dele ser o que a gente não foi. aí está o principio do erro da educação dada aos filhos, as brigas aumentam cada vez que recebemos uma negativa deles. Na educação moderna enfiamos nossas crianças nas mais diversas atividades, para que eles sejam feitos como máquinas. Máquinas da ginástica olímpica, do judô, do Kumon, do português e máquinas da administração, onde tudo envolve a máquina maior que manipula a mente e corpo das pessoas, o COMPUTADOR. Engrassado Ctrlc + ctrlv, é muito legal a cópia, mas isso escorrega do verdadeiro idealismo de cada um. Na Europa já não é mais usado essa prática, e no Brasil? País das cópias e das não-atitudes, quando se vê um filho copiando, e ele se esquece que está no mundo para ser gente. Educação banalizada estatelada por uma sociedade febril sem ter ideais. Se ensina na faculdade que o Educador deve ser neutro e não deve expor suas idéias para não afetar a liberdade do pensamento do jovem. Mas que tipo de…

Relação tempo e distância

O tempo e a distância,
aumenta o amor que sinto por você.
O tempo corre e a distância fica
imortalizados são nossos encontros,
que fazemos deles algo real e secreto.
imortalizado é o sentir calado e o
agir com o pulsar de nossos corações.

Poucas horas contadas nos dedos,
o sinto.
Largas horas a contar pela distancia,
o desejo.
Meu sonho se realiza a cada quanto tempo.
Sinto-me SUA.
Sinto-me MULHER.
Sinto PAZ.

As paredes escondem nossos atos,
risco em papéis meus sentimentos.
Ah! Não sou nada sem me confessar a eles.
Não posso arriscar,
Não sou nada sem a confissão,

Poucas horas,
e a cada encontro a certeza da união.
Ilusão, não mais tenho.
E sim,
Concretas realizações.


Paola Vannucci
19/05/2008

MEU CORPO É SEU!!

ESTE POEMA É UMA REPETIÇÃO QUE CABE EXATAMENTE NO QUE VIVO E SINTO.
O TEMPO VOLTA, INSISTE E NÃO RESISTE,
A DISTÂNCIA É UMA TORMENTA E PERSISTE. UMA NOVA ADAPTAÇÃO!


MEU CORPO É SEU!!!


Penso na emoção de reencontrá-lo
Penso na relva triste transformada em sonho
Realidade, vontade, desejo, furor da alma.
Naquele dia nossos corpos uniram-se como nunca
Senti-me a mais feliz das mulheres
Senti-me uma rainha sendo conduzida por um rei
Senti o parar no tempo
Penso na pele macia que me restara acariciar
Penso nos encontros dos olhares
Penso na boca molhada e no perfume do desejo
Penso no roçar de nossos órgãos
Penso mais uma vez que valera a pena
Estou feliz e realizada
Sublime desejo que me tomou conta por vários anos
Penso na sincronia dos nossos pensamentos
Mas finalmente o encontrei, entreguei-me.
O encontrei e o dominei a um sonho absoluto.
Penso no enlace dos braços, com leves apertos dos nós.
Penso nas mordidinhas que me sugeriam prender-me calada
Realidade, vontade, meu corpo pede...
Meu corpo toca
Meu corpo …

A sua espera

A pedidos pelo assunto saiu assim este poema:

A sua espera
Você era como um raio de luz,
Mas quebrou com a grande descoberta triste em nossas vidas
Você me fez a pessoa mais feliz do mundo anos e anos
Ficamos juntos numa mesma casa, num lar cheio de desejos e prazeres.
E não mais suportável você se rendeu a uma paixão,
Não mais suportável você esqueceu tudo o que lhe fiz
Não mais suportável você fugiu com um alguém
Sofro a todo o momento e
Quero o seu calor,
Quero sua alma
Seu cheiro
Seu tudo
Estou só agora a sua espera
Estou pensando no passado
Sei que não posso
Mas penso nos delírios loucos que fazíamos apenas
Para que nossos olhos cruzassem numa infindável relação.
Hoje me pergunto:
- O que deixamos de fazer?
Meu bem,
Estou a sua espera.

Paola Vannucci
15/05/2008


A próxima onda!

Vejo desespero em seus olhos
que lacrimejam a dor da nossa perda.
Vejo alegria no porvir,
pois a lição da vida me ensinara
que o que sempre quis foi você
e simplesmente você voltará na próxima onda.

O sol que reflete no mar é
como se fosse um espelho a me dizer
que nosso amor nunca acabará.
As ondas que agora chegam,
trazem seu perfume a banhar-me.
Será mesmo você chegando?

Não estou sofrendo agora
porque sei do seu desejo.
E saberei esperar a sua chegada.
A noite caiu finapara me dizer:
- Faça um poema pra ele....

Escrevo palavras todos os dias
para que você me olhe,
E diga:
Nunca deveria ter saído da sua vida.

O espelho reflete nosso amor!!!!
O desespero fora esquecido.


Paola Vannucci
02/05/2008