sexta-feira, outubro 24, 2008

Querer!




quero dançar e tomar do vinho que me embebeda de alegria e felicidade.

quero conduzir meu par ao meu corpo
beijar
beijar
sentir o calor
sentir o
sangue pulsar
rodar as alturas
olhar
sorrir
penetrá-lo
quero do vinho tomar

Paola Vannucci
15/10/2008

domingo, outubro 12, 2008

Dia das crianças!!!





12 de outubro é dia de ser feliz, dia de nos tornarmos crianças sem intenções e razões, dia de apenas viver o lúdico e brincarmos desinibidos.
Ah! Se fosse sempre assim!
Ah!
E minha filha apenas me pediu um abraço e um beijo bem apertatinho e carinhoso.
Consumismo.
Que droga de seres humanos que só visam o lado financeiro e o enriquecimento ilícito de poucos. Classe fajuta e dominante que serve para desbancar os que nada têm. Desbanca a alma e o desejo dos pobres que não sabem nem o que que é ter dinheiro, essa gente toda apenas quer um sorriso e um palhaço de circo para se divertirem.
A sociedade gira em torno do dinheiro se tem grana são felizes, se não tem é a desgraça geral acontecendo e atormentando sonhos. E todos investem cada vez mais altos valores monetários para que dobrem suas fortunas.
Neste final de semana estou trabalhando em um evento de uma Igreja Pentecostal, ‘filmando e fotografando’ o tal acontecimento... Vejo ali naquela Igreja que têm muitas criancinhas ao invés consumir prazeres, consomem sem entender nada toda a manifestação dos pais em redimir seus pecados e clamar a Deus o Salvador do mundo para que os limpem de todas as injustiças Mundanas. Clamam o amor de Jesus, está certo que sigamos certas crenças, mas a dominação desenfreada e a lavagem cerebral que ocorre dentro das Igrejas são mortais a olhos vistos. Encontramos verdadeiras guerras e matanças pelo mundo todo. Tem os os chamados de 'Cristãos evangelizadores que impõe o Evangelho de Cristo a povos e tribos pelo mundo, e claro, as pessoas se sentem lesadas e vão querer de alguma forma protestar, e muitas vezes violentamente àquela invasão cerebral a qual ninguém pediu permissão de entrarem em seus lares para impor o que quer que seja. E ainda mais, esses 'evangelizadores' os chamam de fanáticos! Um verdadeiro absurdo... Onde está o Livre Arbítrio? Crianças
não podem assistir certos ‘filmes’, colecionar ‘cartinhas’, ‘jogar games’, brincar de certas brincadeiras. Devem-se apenas seguir tais mandamentos exigidos pelos homens que as doutrinam ainda dentro do ventre materno. Ali se têm criança que consome a Cristo desde pequenas, ali têm crianças pregadoras da palavra, ali têm crianças que despencam de sono, pois o adiantar das horas é evidente, ali têm crianças que apenas querem sonhos e desejam a liberdade de expressão, ali têm crianças consumidoras dos frutos que produzem o bem a quem?
Bem é muito relativo falar em consumir, aonde uma das pregadoras chegara tarde, pois ela é ‘dona’ de uma loja de comércio que vende produtos mundanos e a noite freqüenta a Igreja se contradizendo totalmente.
O homem vai aos poucos perdendo seus valores, levantando Igrejas, templos, e poucos grupos ali e ali, que pensando em construir o bem visando o lucro esbanjador que massacram os que nada tem.
Ora, o bem a quem? Apenas a si próprio. Sou ainda do pensamento que para se produzir o bem, devemos nos doar ao próximo corpo-a-corpo. Vou repetir novamente: Se cada pessoa doar-se apenas 1% do que tem o mundo seria sem fronteiras e mais humano, não teria tantas desgraças acontecendo aqui e ali. Nego roubando apenas para comer um pedaço de pão, nego pedindo apenas um sorriso. Pobres crianças cada vez mais faveladas sem água pura a beber.
Consumismo, consciência torta de poucos, enriquecimento ilícito de outros tantos que se validam da inocência de muitos.
Minha filha continua me pedindo um abraço e um beijo...


Paola Vannucci
12 – 10 – 2008

quarta-feira, outubro 08, 2008

Sonho perdido!



Nesta tarde fria,
Começo a pensar no amor que sinto e nada conquistei.
A vida me engana, ou deixo-me ser enganada.
Sei dos meus sentimentos e na distancia continuo
Desejos são metáforas,
Sentimentos são utópicos,
Realização então, passou longe de mim,
Não sou completa,
Não sou feliz,
Não sou realizada.
Ah! Meu amor como gostaria de estar aos seus braços.
Gostaria de... neste momento tomar um sorvete na praça.
Mas este não é pra mim,
Você simplesmente o divide a várias
E eu?
Não o vejo...
Descubro e choro.
Horas poucas felizes,
Horas, muitas horas... Irrequieta, fico a pensar.
Que foi feito do meu sonho?
Que droga de vida que me distancia deste sonho?
O amor.


Paola Vannucci
08/10/2008

segunda-feira, outubro 06, 2008

Fidelidade





Meus sentimentos somem ao longo do tempo e do espaço.
Perco-me mais uma vez.
É triste saber por mais que eu querira, nada conquistei.
Angustio-me novamente e
Presa aos meus desejos fico
sem poder lhe falar.
Choro calada e sofro em vão...

Fidelidade?

Qual o valor desta palavra?


Paola Vannucci
06/10/2008