Na calada da noite!



O dia é escuro
E a noite se cala
É como se uma luz negra apagasse toda a sua magia
É bem eu estar a sua espera
Para você dizer
Que sente algo por mim,
Dizer
Que me gosta igual ao que sinto...
Como é bom seu carinho.
Como foram boas todas minhas descobertas...
Eu gosto,
Você enoja.
Eu sinto,
Você despreza.
Eu sofro e
Você sorri...
Nas noites me calo a pensar
Calo porque ainda sinto seu corpo
Calo só para ouvir sua vóz, mas
Você despreza,
Você desgosta,
Você enoja...
O que aconteceu?
O que sentimos agora?
Você nem me sente no momento.
Como pode me gostar agora?
Como pode me amar agora?
Como me fazer mulher agora?
O dia é escuro, e
Não sinto seu cheiro, pois
Na noite se trancou...
E não ouço sua vóz, pois
Você se foi
Na calada da noite



Este poema é dos anos 90, totalmente diferente dos meus sentimentos atuais, as vezes é bom voltar ao passado e valorizarmos o dia de hoje, que apesar de algumas desventuras sinto-me FELIZ.

PAOLA VANNUCCI

Comentários

Harold disse…
Oi Paola!
O poema evidencia dor, desapontamento. Mas é bonito. Eu acredito que os textos sobre sofrimento são mais artísticos do que os que contam sobre a alegria. Parece que esta é para ser vivida, consumida até a última gota. Quanto à tristeza, ela tem um valor muito belo nas almas dos artistas. Ela só é boa na arte.
Parabéns pelo seu poema.
Beijos e vida!!!!
Belo poema...marcado pelo sentimento de ausência...alguém que estava junto iluminando a vida assim como o dia, quando este sai vem a noite, com toda sua escuridão, dores e medos...

abraços!
Bia disse…
Minha doce Paola, que bom saber que hoje estás bem, feliz, em paz. As lembranças (principalmente aquelas que nos dão prazer) ficam no coração para nos dizer que valeu a pena, que tudo aquilo que foi vivido (mesmo entremeado dos encontros/desencontros que fazem parte de um bem viver)serviu para nosso enriquecimento interior.

Um lindo poema, amiga querida, com tua marca, teu jeitinho de se expressar.

Deixo-te um pequenino beijo aconchegado numa pétala de rosa azul, para te desejar um dia lindo, inundado de alegria e paz.
Denise disse…
Eu também adoro Katie Melua!
Saudade...aparece!
Bia disse…
Meu anjo, passando pra deixar-te um doce beijo e mil pétalas de lindas rosas vermelhas, para enfeitar esse domingo, que espero esteja sendo lindo pra ti e as pequerruchas. Amo todas vocês!
Fabiana Borges disse…
finalmente , voltouuu.:)
sabe, não gosto mto de reler o q ja escrevi, principalmente se faz tanto tempo .
É estranho ler algo do passado onde me desconheço ou ler algo onde percebo q nada mudou tanto assim :)

bjoss querido.
Navi Leinad disse…
Ainda bem que explicou a época do texto, porque quando a gente lê pensa logo que é algo que está se passando com o autor... mas nem sempre é assim... pode ser apenas uma inspiração de momento e nada mais.

Postagens mais visitadas deste blog

Homenagens aos pais - Minha formatura

Isadora Duncan (americana, 1878-1927 :: bailarina)

O preço da honestidade