BRISAS

Brisas cálidas,
Desvanescem nos crepúsculos.
Frugalidades pitorescas,
Sou do tempo inerte da razão e do ser
Quando,
O desejo inocente do amor me
Corroe como uma vida
Bandida cheia de ênfase e defeitos
Da beldade humana...
O que seríamos sem Deus nos apoiando?
Gemas incrustradas?
....com odores resinosos de tiribentas montanhas?
Eu não posso dormitar agora,
Não me permito envelhecimento...
Que honra ser desencruada...
Brisas leves
Aparecem nas trevas,
Gemas férteis e cheias de vida,
Gemas inertes e felizes...
Tórridas dores e lamúrios fulgazes.
Brisas suaves mas envolventes,
Brisas somente brisas...




PALA VANNUCCI

Comentários

Navi Leinad disse…
Essas brisas são boas...
Cássio Amaral disse…
Até voei na Brisa...

Beijo.
Yedra disse…
"Cheia de ênfase"...gostei disso, me lembrou Drummond:"As coisas. Que tristes são as coisas, consideradas sem ênfase."
Lindo amiga, adoro vir aqui conferir sua incessante inspiração com as palavras.Beijos e mais beijos!
Yedra disse…
como sempre me devendo uma visita.... esperando...sentada...rsss
Daniel Aladiah disse…
Na brisa das tuas palavras...
Um beijo
Daniel
Paulo Mello disse…
Brisa... que ela te leve meu abraço e meu convite para cantar os parabéns pra uma amiguinha que está a fazer 6 aninhos. Fica também o desejo de que a brisa esteja sempre a soprar aos teus ouvidos a canção do amor e da paz, e a pedir ao vento, seu amigo, que espalhe pétalas de flores coloridas no teu caminhar.
Leila Lopes disse…
As brisas sempre nos salvam, inconfundíveis.
Beijos
eclipse mental disse…
Não devria mais vir te visitar, mas vim assim mesmo, viu como sou sua amiga?...rsss.Beijocas!
Denise disse…
Brisas do amor! Belisimo poema!
Saudade...
beijo!
tibeu disse…
Brisas nome bonito, gostei muito do poema. bj
Harold disse…
Muito legal este poema. Leio e imagino muitas coisas boas. A brisa sopra e deixa meu mundo feliz.
Beijos!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Homenagens aos pais - Minha formatura

Isadora Duncan (americana, 1878-1927 :: bailarina)

A Cor que Chama Sua Atenção