quarta-feira, fevereiro 16, 2011

Segredos



Minha caixinha está abarrotada de segredos,

Dos quais não posso confidenciar,

Veio um amigo distante, dar-me ouvidos,

Imagine, começamos cantar,


Minha caixinha colocou um segredo no meu coração,

Para contar a esse meu amigo,

Que de tão bom coração, logo

Reservou-se em seu abrigo.


Segredos completam a cumplicidade de amigos

Segredos, não são vãos.

Servem para descobrir quem somos.

Modelos para abrigar o afeto.

Segredos são bons para confiá-los

A nossos filhos.

Enriquece a comunhão da família,

Temidos quando desvendados,

Discórdia dos confinados.

Se delatarem é porque não faz jus a palavra amiga,

São mentirosos

Manter segredos, dá diversão a vida.


Segredos trazem gratidão

Do envolver místico de um abraço.

E...

Quem não tem um segredo escondido?

Quem duvidar,

Olhe para dentro de si, procure a voz do pensamento...

Confie na caixinha mágica.

Paola Vannucci

16/02/2011

3 comentários:

Carmen amorim disse...

Amiga, lindo poema.Adorei!
Bjs

Carlucio Bicudo disse...

Linda poesia!
A vida é cheia de surpresas. Em muitas ocasiões somos obrigados deixar fluir os nossos sentimento e desejos.
Parabéns!!

Wellington Rex disse...

Adorei seu poema. Segredos são tijolos que justapomos a nossa volta, criando um pequeno abrigo para dentro do qual convidamos as pessoas que confiamos.