7 DE SETEMBRO




Será um feriado para felicidade?
Será um dia de Paz e harmonia?
Nestes últimos meses ando muito tensa e refletindo muito sobre a vida e como posso me sobressair dela da melhor maneira possível. Meus últimos poemas retratam algo não muito animado.
Mas falando sobre outro assunto.
Hoje é o dia da Independência do Brasil. Será mesmo? Será que nós brasileiros somos capazes de tal Independência?
Liberdade a qual não nos pertence. Não sou livre em todos os sentidos.
Vejo na Educação que damos aos nossos filhos. Educação desesperada e preocupante de quem não tem tempo pra nada e vai jogando seus filhos em escolas que nada produzem. No meu, no seu tempo, a gente era criança na hora certa, jovem na hora certa, nós aprendíamos o que era respeito, civilidade, cordialidade, moral, costumes, amor etc...
Mas na vida moderna, vida de cão e verdadeiras raposas querendo o lugar do que é do próximo, a ganância toma conta até dos sentimentos dos outros. Um dia trocam-se caricias e no outro se trocam tapas e bordoadas.
Pois bem filhos largados nas escolas que Deus dará, filhos amontoados em salas de criminosos desde novinhos, e nem se aprende, RESPEITO, CIVILIDADE, CORDIALIDADE, MORAL, COSTUMES, AMOR, nada disso aprende. O que nossos filhos aprendem nas escolas?
Que sentido eles terão para o futuro se nem ao menos ensinamos o amor a Pátria que vivemos. Vocês lembram dos hinos que o Brasil possui? HINO NACIONAL, HINO A INDEPENDÊNCIA, HINO A BANDEIRA E HINO DA PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA.
Male mal se ensina o Hino Nacional. È uma vergonha porque falamos tanto em Educação. E não ensinamos nossos filhos Educação.
A sociedade maltratada está cansada, mas não enxerga o futuro.
Futuro que é dar educação continua aos nossos filhos, Educação inovada, mas com RESPEITO, CIVILIDADE, CORDIALIDADE, MORAL, COSTUMES, AMOR etc. Tudo com raça e coragem de lutarmos pelos nossos ideais.
Raça e coragem, mas estamos num marasmo total e vivendo vida de nada. Antes víamos grandes revoltas e revoluções sadias, e agora o que temos? Se alguém abre a boca, vem um e te prende por difamação, falso moral, ofensa. Ora de que adianta opinar se o governo discaradamente nos rouba a olhos vistos.
Na Educação tudo é uma graça quando se é pequeno, mas e o tal RESPEITO, CIVILIDADE, CORDIALIDADE, MORAL, COSTUMES, AMOR ETC. Onde ficam.

Tenho vontade de tantas outras coisas, mas a vida por onde ando está sem significado e num marasmo. Tenho a liberdade assistida e não sentida. O grito é forte e grande mas pra quem?
Assim se caminha a Humanidade, na tentativa da volta ao tempo para tentar recuperar o que se perdeu. Eu falei tentar. Sim porque tudo se tenta e não se faz mais.
Enquanto nas escolas todos tentarmos educar nossos filhos nada construirá, seremos presidiários desses filhos, e queimados ao sol que nos aquece fortemente todas as manhãs. O tempo de acordar já passou, agora resta o tempo de arregaçarmos as mangas e trabalhar.

NOSSOS FILHOS PRECISAM DE EDUCAÇÃO, ORDEM, PROGRESSO E RESPEITO!


PAOLA VANNUCCI
07/09/2007

Comentários

Navi Leinad disse…
Paola, pra mim a questão é moral. Pra esse quadro mudar, precisamos de muitas gerações sendo moralmente educadas.
Menina do Rio disse…
Definitivamente não há o que comemorar, minha amiga!

Beijos a ti
Minha nova casa:

http://recantodaalma.blogspot.com
l. rafael nolli disse…
Paola, estou contigo: acredito que a chave seja a educação - não essa que se tem hoje, que é falha, privilegia uns poucos, mas uma educação nova, que passe por uma revolução. A começar pela valorização do professor, etc... Motivos para comemorar, são poucos mesmo. O Cássio disse "o dia da Dependência do Brasil." Eu concordo com ele! Ah, parabéns pela indicação! Abraços para ti!
Anônimo disse…
Grande Paola concordo com vc nas suas palvras em seu comentario realmente não existe mais aqule patriotismo que antigamente existia onde cantavamos, o Hino Nacional, o Hino da bandeira no pátio do clolégio vc traduziu realmente disse tudo a nossa realidade hoje.

Celso
rui disse…
Olá Paola

Deixei-me emocionar com este seu grito de revolta.
Esta chamada de atenção, porque nem tudo vai bem. Cabe a nós cidadâos atentos, denunciar e propôr soluções para que a liberdade, o respeito, a moral e os bons costmes esvaiem no tempo, e que estejam sempre presentes em cada um de nós.

Muito bem escrito, Paola
Para ti, minha amiga, um grande abraço
Beijinho
Leila Lopes disse…
Não gosto nem de comentar sobre isso, pois é difícil acreditar em educação, moral e respeito por estas bandas. Em todo caso, sigamos em frente no nosso melhor passo.
Beijo, querida.
Harold disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Harold disse…
Oi Paola!
Respeito a sua opinião. Seu modo de pensar é claro e encontra respaldo na realidade do país. Diante dos casos de corrupção política e de miséria social vem a vontade de perguntar: Existe liberdade no Brasil?
Não nego que os fato político-sociais causam aflição e restrição. Mas, para mim, a verdadeira liberdade começa dentro do coração das pessoas. Quem se coloca nesta visão, é feliz e, portanto, livre.
Querida, lendo teu texto fico pensando em quão difícil é para nós livrarmo-nos de um certo fantasma chamado ceticismo. Indignar-se e agir já é um bom começo!

Beijos
Daniel Aladiah disse…
Querida Paola
Tens de ser mais optimista! Sempre houve problemas, barbárie e selvageria. Contudo, o Homem lá vai construindo novas civilizações. Talvez a nossa esteja decadente, mas será substituída por outra melhor.
Um beijo
Daniel
O Profeta disse…
Subscrevo todas as tuas palavras, um País tão grande precisa de ordem social...


Doce beijo

Postagens mais visitadas deste blog

Homenagens aos pais - Minha formatura

Isadora Duncan (americana, 1878-1927 :: bailarina)

A Cor que Chama Sua Atenção