O Circo



Há quem se dedique dentro de um circo sujo e promiscuo,
Há quem se sinta palhaço dentro dele.
Palhaços servem pra dar sabor à vida.
Palhaços servem para alegrar a triste trajetória.
Palhaços vivenciam sua própria desgraça.

Há quem diga que somos partes de um circo.
Somos palhaços da vida, quando,
Somos assaltados, e indefesos entregamos nossas riquezas.
Há quem diga que temos nossos direitos, mas,
São sempre cobrados nossos deveres?


Há quem quer ser o palhaço do circo, não enxergando a vida.
Creio que há passagens internas das quais todos devem decidir
Qual o caminho seguir.
A livre escolha faz do homem um sábio,
Faz do anão, sorridente,
Do palhaço, adjacente,
Da bailarina uma eficiente.
Do domador, demente.


Somos palco ou bases?
Somos aplausos ou derrota?
Prefiro ser eu.
Há quem luta por direitos e deveres sem esmorecer.
Prefiro que os meus usem de sabedoria para ultrapassar barreiras.
Há quem chora na escuridão e se enclausura na parede,
Formando um triste quadro.


Paola Vannucci
13/07/2009

Comentários

Dea disse…
"somos palhaços sem querer... pintamos o rosto pra viver... " como dizia Antônio Marcos e como me sinto na maioria das vezes...
célia musilli disse…
Oi Paola, seus poemas tem um tom de crítica social muitas vezes, éo caso deste né?? Ou seria a crítica das "relações humanas"?? Um beijo e me visite tb no blog www.sensivelldesafio.zip.net
Harold disse…
Querida Paola!
Os palhaços sãoa rtistas. os corruptos são canastrões. Quem confunde artistas tão belos com a pior corja de bandidos, está fazendo piada de mal gosto.
Que Deus dê longa vida aos artistas e que faça a gente a aprender a ter piedade dos canastrões.
Beijos!!!!!
Rose disse…
Muito linda sua poesia, a mensagem é real, somos realmente protagonistas de uma grande peça. Ñ existe melhor história a ser contada, do que a de nossa vida.
Admiro todos os palhaços, adoro-os, estes sim são os verdadeiros artistas da vida, merecem nossos respeitos... Agora os "palhaços que pensam que nos fazem de palhaços, para esses jamais merecerão meus aplausos... bjus.
o poeta disse…
É excelente!
Parabéns!
Uma bela expressão filosófica e antropológica.
Anônimo disse…
A alegria do palhaço é mesmo sem igual, nesta roda gigantesca que as vezes se transforma num grande circo,pintamos o rosto como os palhaços para sobrevivermos. É, Paola, você como ninguém sabe descrever tudo isso nas entrelinhas de um belo poema. Beijos
Jane Peralva
Anônimo disse…
Salve salve paola como vai!
Poxa que riqueza de poema um verdadeiro poema que tem tudo a ver com as pessoas como agente! Verdade as vezes somos tratados como palhaço mesmo e você descreve neste seu poema com grande maestria este lindo poema ! Olha tem fotos novas no meu blog de uma passada por lá grande abraço e bom resto de semana para você.
Celso.
Leila Andrade disse…
O importante é ser sempre o que a vida pedir.
beijo, querida.
Mando disse…
Minha querida... Eu bem disse que admirei-te, assim que te li.
Sinto-me honrrado em ser seu amigo.

É um prazer ter pessoas com esta visão da vida, com "olhos de mosca"... Devemos estar ligados aos fatos, aos sentimentos, as pessoas, e a tudo em que se resume a "Vida"!

Isso que nos faz seres pensantes, ser atuantes e visionários...
Adoro tudo isso. beijos do Mago
L. Rafael Nolli disse…
Olá, Paola! Muito bom as indagações lebvantadas pelo teu poema - muito bom!
.________querida Paola




todos fazemos


parte_____desta "arena"


os mais audaciosos
enfrentam - do seu peito______fazem um escudo


.outros por motivos vários (que só temos que compreender) têm que pintar a cara (muitas vezes forçados)___________para poderem viver


________///



excelente o teu poema!






:=)







beijO_______ternO
b.fim.de.semana
Há quem resista!

Beijos, querida!
Philip Rangel disse…
Todos os dias deviam ser DIA DOS AMIGOS...

pois eles que fazem nossa historia...

por isso eu e em nome do Entrando Numa Fria venho desejar essa amizade que vc vem nos passando a tempos...

grande abraço
Ola minha linda pensadora.
Cada vez que leio seus poemas, sinto um pouco mais perto de Deus, de um mundo em que só a poesia pode nos proporcionar. A sua sutileza e, ao mesmo tempo, profundidade, nos faz meditar e sonhar que possamos viver nessa realidade e nesse mundo mágico das suas palavras. Parabéns.

Grande e respeitoso beijo.

Professor Paulo Borges.
sousa neto disse…
paola, gostei muito, entendo q somos agente e pacientes nesse espetáculo.
somos platéia e elenco..
sousa neto disse…
"Há quem chora na escuridão e se enclausura na parede,
Formando um triste quadro."


alguém disse q a vida tem a cor q vc pinta...

partindo daí somos sujeitos, sem negar q somos objetos dos planos governamentais, somos esses palhaços, pacientes. o bom é q podemos repetir e quebrar regras, ...

sou um DO mundo, sendo tb um NO mundo..


BJAUMMM

Postagens mais visitadas deste blog

Homenagens aos pais - Minha formatura

Isadora Duncan (americana, 1878-1927 :: bailarina)

A Cor que Chama Sua Atenção