Palavras poucas, mas que servem para pensar!

Você já parou para pensar o porque que todas as pessoas são fascinadas pela corrida do ouro?
Nós temos essa tendência a ganância prejudicando até mesmo nossos familiares mais próximos....
Mas aqui vai um fato corriqueiro e engraçado....
Na minha mesa do escritório, demoro a juntar uma grande quantidade de caneta!
São canetas!
Canetas?
Sim canetas com se fossem ouro...
Como se tivesse uma pedra de diamante dos mais valiosos.
Tem um monte de gente que freqüenta meu escritório diariamente, ou seja, fico de olho no montante de canetas....
No final do dia conto quantas canetas me restaram, e sempre a soma das canetas não se alteram...
Mas quando chega numa sexta-feira a noite...
Opa!!!!!!!!
Sinto falta daquele montante gordo de canetas...
Fico pensando:
- Ah! Se canetas fosse realmente ouro....
Fico imaginando que se todos os que entrassem aqui estariam ricos com tantos furtos às minhas canetas...
E ainda lhes falo:
- porque será que todo mundo pega canetas?

Rsrs

Meus amigos pensem:
Se num simples furtar inocente de canetas, o mundo estaria bem melhor se não tivesse esse tipo de ladrõezinhos...
Já pensou que se uma criança tem esse hábito banal futuramente poderá roubar o ouro puro do amanhã....

PAOLA VANNUCCI

Comentários

Luisa disse…
Tem piada essa tua mania da colecção de canetas!!! Mas são roubadas? Não percebi bem. conheço muita gente que faz colecção de objectos roubados, como cinzeiros em restaurantes, objectos de toilette em hoteis, etc. Não acho que sejam propriamente roubos. São antes pequenas manias que não prejucidam ninguém nem têm comparação com a ganância pelo ouro!
A.J.Faria disse…
Olá, Paola!
São pequenos tiques negativos que devem ser evitados, porque o pegar em algo que não é nosso é incorrecto, seja algo de muito ou pouco valor.
São características que definem a pessoa que os comete.
Bjs
flavio otavio disse…
Pois é... nós e estas pequenas manias... a algum tempo me peguei roubando versos; descobri que não preciso disso, posso apenas parafrasear sem cometer o erro de querer o verso para mim, não adianta mais, já foi escrito e me resta o consolo de intertextualizar com eles!!!rsrsrsrs

Abração!!!
Blogue da Magui disse…
Dei boas risadas.O pessoal onde eu trabalhei escondia aa canetas qd eu entrava nas salas. Mas eu nao roubava.Como vivia com uma caneta na mao pegava a dos outros pensando que era minha.Depois que um me disse isso eu me policiei mais e na medida da distracao nao peguei mais.Caramba!!!
Adryka disse…
Minha querida amiga, eu sou obstinada por tirar canetas, não há banco onde vá que não traga a caneta que o funcionário me deu para assinar, e finanças e segurança social vem de todo o lado uma caneta, chego a ter na minha bolsa 10 canetas. Mas querida é um habito inocente, nem tem nada a ver com colecção, fiquei chocada quando uma vez troxe a caneta do notário, uma vulgar esférografica que é isso que costumo trazer, e um amigo meu deu-se ao trabalho de a ir devolver porque não achava bonito.
Beijinhos

Postagens mais visitadas deste blog

Homenagens aos pais - Minha formatura

Isadora Duncan (americana, 1878-1927 :: bailarina)

O preço da honestidade