Isadora Duncan (americana, 1878-1927 :: bailarina)





Isadora nasceu em 27 de maio de 1877, em Oakland, na Califórnia. A ausência do pai, que cedo se separara da mãe, e a carência material em que vivia sua família - tinha três irmãos - marcaram profundamente a menina, que começou a dançar pouco depois de aprender a andar.Com cerca de 20 anos, Isadora foi para Nova York, onde se apresentou em algumas festas. Sem muito sucesso.A Europa era o cominho. Pouco depois de chegar em Londres com seus três irmãos, a bordo de um navio de gado. Isadora ganhou acesso aos salões da aristocracia inglesa e, apresentada ao príncipe de Gales, recebeu dele elogios efusivos. Era a senha para todos se sentissem autorizados a adotar a dançarina excêntrica, que rompia todas as regras do balé clássico, só se apresentava descalça e, em coreografias próprias, dava ao som de Wagner, Brahms e Beethoven contornos insuspeitados: o de suas pernas nuas."Dançar é viver. E o que desejo é expressar uma nova forma de vida" dizia Isadora. Não era só retórica. A artista era tão empenhada na dança livre quanto no amor livre. Uma das figuras feministas mais fortes do século - embora não militasse no sentido político - teve uma fieira de maridos e amantes. Intencionalmente, não divulgava a paternidade de seus filhos, Deirdre e Patrick. Essa reputação escandalosa não a impedia de estar sempre rodeada de meninas da alta sociedade: suas alunas de dança, apelidadas de "Isadoráveis".Em 1908, aos 31 anos, a americana Isadora Duncan viveu seu momento de maior glória; voltou em triunfo ao país natal, onde sua arte tinha sido desprezada, depois de conquistar a admiração boquiaberta da esnobe Europa.O mais incrível é que tivesse obtido tanto sucesso com uma fórmula absolutamente pessoal, fruto de algum autodidatismo, outro tanto de magnetismo e muita coragem.Isadora inventou a dança livre e a vendeu para nobres e plebeus numa embalagem que misturava uma sensualidade chocante para a época com um álibi espertíssimo - o de que era tudo inspirado na cultura clássica, como comprovavam sua túnica de corte grego e as citações de Platão salpicadas no espetáculo. Um gênio.Em 1913, a morte de seus filhos por afogamento - o carro em que estavam perdeu o freio de mão e caiu no Rio Sena - inaugurou uma fase de tormento e dissipação. Foi nesse estado que Isadora veio ao Brasil, em 1916, onde teria vivido uma paixão platônica por João do Rio e tido um caso com o poeta Oswald de Andrade. Em 14 de setembro de 1927, aos 50 anos de idade, morreu em Nice, na França, de forma insólita: sua écharpe, solta ao vento, prendeu-se em uma das rodas do automóvel conversível que a conduzia, atirando-a para fora do veículo e quebrando-lhe o pescoço.



Comentários

ROSEANE disse…
Paola, minha querida e talentosa amiga virtual.
Você não é apenas mais uma amiga, mas sim, mais uma amiga muito especial.
Sinto-me feliz por ter inspirado a sua postagem de hoje. Adorei saber um pouco mais sobre a brilhante personalidade Isadora Duncan.Andei pelo seu Blog e aqui estou dando a minha pincelada ...rs. Está sensacional! É sem dúvida, um Blog promissor, porque brilha, porque pulsa! Parabéns! Beijos no ♥
Fabiana Borges disse…
.....q bom vê-la postando!
bjos e volte... :)
O Profeta disse…
Um trágico para uma Diva...


Doce beijo
Não conhecia a artista em questão. É bom ficar por dentro dessas novas.

Beijos, querida!
Leila Lopes disse…
Sem dúvida, o espírito livre que sempre vislumbramos.
Meu beijo, querida.
Claudia disse…
Espetacular!! Essa Isadora Duncan realmente transcendeu barreiras que para época seria impossível.Personalidade forte! marcante!Excêntrica! Sou uma eterna admiradora...Não é a toa que minha bebê de 4 meses se chama: Isadora.
Bjs querida!
Anônimo disse…
A primeira foto é linda, mas não é da Isadora Duncan.
É uma foto recente, de uma bailarina chamada Lori Belilove que mantém uma companhia chamada "Isadora Duncan Dance Company".
Isadora Duncan morreu em 1927, quando esta qualidade de foto era impossível, tinha os cabelos escuros e outra tonicidade muscular, basta comparar com fotos da época.
Mas, de qualquer forma, a foto é linda, motivo porque está espalhada na internet como sendo a Isadora.

Postagens mais visitadas deste blog

Homenagens aos pais - Minha formatura

A Cor que Chama Sua Atenção