Sonho perdido!



Nesta tarde fria,
Começo a pensar no amor que sinto e nada conquistei.
A vida me engana, ou deixo-me ser enganada.
Sei dos meus sentimentos e na distancia continuo
Desejos são metáforas,
Sentimentos são utópicos,
Realização então, passou longe de mim,
Não sou completa,
Não sou feliz,
Não sou realizada.
Ah! Meu amor como gostaria de estar aos seus braços.
Gostaria de... neste momento tomar um sorvete na praça.
Mas este não é pra mim,
Você simplesmente o divide a várias
E eu?
Não o vejo...
Descubro e choro.
Horas poucas felizes,
Horas, muitas horas... Irrequieta, fico a pensar.
Que foi feito do meu sonho?
Que droga de vida que me distancia deste sonho?
O amor.


Paola Vannucci
08/10/2008

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Homenagens aos pais - Minha formatura

Isadora Duncan (americana, 1878-1927 :: bailarina)

O preço da honestidade