sexta-feira, outubro 24, 2008

Querer!




quero dançar e tomar do vinho que me embebeda de alegria e felicidade.

quero conduzir meu par ao meu corpo
beijar
beijar
sentir o calor
sentir o
sangue pulsar
rodar as alturas
olhar
sorrir
penetrá-lo
quero do vinho tomar

Paola Vannucci
15/10/2008

12 comentários:

http://thomazabdalla.blogspot.com/ disse...

Gostei do seu Blog, bastante dinâmico, criativo e também CLEAN! Parabéns meu Anjo.

Betty Branco Martins disse...

.querida Paola





.dá ganas de dançar




___________amAr____...




este teu belíssimo poema









beijO____C____carinhO

Harold disse...

Gostei muito desse poema. me faz lembrar alguns autores que amo. Gente como Drummond, Quintan e assim por diante.
Parabéns!
Beijos!

Anônimo disse...

querer é verdadeiramente poder!!!!


embriagar-se não é só um direito, mas um dever dos que clamam por liberdade....
tim-tim!!!!
el_brujo

Eu, por mim mesmo: sempre presente, mesmo na ausência disse...

Passei para lhe dizer que te amo. O amor é assim: não vê tempo ou distância. Ele existe por si mesmo. Saudades que existem e perfazem sombras: névoas tênues que embaçam nossos olhos quandp a mente viaja e naufraga nos sentimentos. Beijos no cuore.

Fabrício Brandão disse...

É preciso agarrar a vida entre os dentes mesmo!

Beijos, querida!

Daniel Aladiah disse...

Querida Paola
Estás quente... sinto-o
Um beijo
Daniel

Anônimo disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.............

Anônimo disse...

Olá Paola como vai!
Olha fiquei muito feliz com a sua presença em meu blog de fotos,poxa volte sempre fique a vontade, sua presença la´em meu blog é muito importante, porque você é uma pessoa de muita sensibilidade e eu o admiro muito e respeito!
olha quanto a você sempre com coisas maravilhosas e bela como este simples poema um grande abraço.
Celso.

Anônimo disse...

Quem penetra é o homem!!!Rs ;)

jose valdir disse...

Oi poetinha,
bela poesia...
queria estar perto desses olhos...
e um pouco mais perto desses lábios...
e muito mais perto ainda de ti...
beijos!

Harold disse...

Citei seu poema que é belo. Esquecid e dizer que você foi feliz ao escolher uma canção de Cowboy Junkies.
Beijos!!!