Ser criança



Ser criança é participar da vida com imaginação e sabedoria
Ser criança é ter brilho nos olhos
E esperança de um futuro melhor.

Cada qual segue o que se aprende,
Uns viciam-se em videogame.
Outros em matança a céu aberto,
Uns devoram livros
Outros trucidam ratos nos lixões para comerem.

Ser criança é ter bondade nos corações, mas
Não devemos acreditar por si só,
Devemos construir hombridade.

Cada qual com sua vaidade,
Uns sendo exemplos de educação.
Outros sendo migalhas de urubus famintos.
Poucos sabem o que querem,
Muitos tem certeza do que não querem.

Ser criança é dar sentido à vida, sendo que,
Cada pai presente deveria reaprender com seus filhos
Valores perdidos que não se alcançam mais.


Paola Vannucci
12/10/2009

Comentários

Rodrigo Poeta disse…
Saudade em "Ser" criança novamente...hoje as crianças perdem a inocência muito cedo...A mídia faz isso...o progresso faz isso...mas ainda acredito na volta do tempo bom...Bom poema...Abraços fraternos.

Rodrigo Poeta.
Samir Raoni disse…
São elas que acordam de madrugada para lavar as escadas por onde todos os pés vão pisar de uma só vez na compulsividade acelerada dos tempos que nossa era esta a respirar...
São elas que de um jeito inexplicável, explicam a hombridade das coisas com um brilho que esse mesmo tempo tem tirado pelas guerras ocultas dos dias: Fome, Miséria, Doenças...
As vezes, elas vem com seus olhos, com medo e outras tantas vezes não temem o dia que esta por vim...
São elas, a própria respiração da liberdade que muitos nessa era não respira.
Costumamos achar que delas vem a ingenuidade,
Delas, vem a transparência nem sempre vista pelos olhos cinza dos seres que perderam o brilho, o sonhar e o acreditar dessa vida onde a alma banha as entranhas do tempo.
E a nossa tal experiência bate a porta perguntando o que importa...?
O resgatando desse ser criança, dessa alma límpida de uma fonte inesgotável que só essa semente pode desenvolver em nosso real sentido de viver, esperança.

Samir Raoni, Outubro, Belém
Ribeiro Halves disse…
Realmente: na leitura do cotidiano, as palavras de tantos abusos e dor... violência e abandono... mas também alegrias e sabedoria... festa e poesia...

Que a tua criança nunca te abandone. Ela está na essência de cada poesia.

Parabéns, poeta, pela bela poesia.
Anônimo disse…
Bom dia Paola muito lindo seu poema e sua homenagem as crianças ! Verdade tantas crianças por ai que vivem um mundo de sofrimento e vivem tantas atrocidade que a vida lhe impoe como a desigualdade social e outroas coisas a mais, mais uma vez prabens pelo seu poema em homenagemas crianças!
Sinto que você nunca mais visitou o meu blog de uma passada por lá você sempre sera bem vinda um grande abraço.
Celso.
Cássio Amaral disse…
SOU UMA CRIANÇA DE 36 ANOS MANA.
Parabéns amiga pelo poema. Forte,mas é a realidade de muitas.
É verdade que aprendemos muito com elas. Beijos!
._______querida Paola





que belíssimo poema!


ser criança_______pois que o sejamos por toda a vida!


é uma parte de nós que devemos amar - cuidar______para que nunca nos abandone

é a nossa "parte" mágica que nos faz SERES diferentes.melhores




_______///




.







beijO______ternO
b.semana

Postagens mais visitadas deste blog

Homenagens aos pais - Minha formatura

Isadora Duncan (americana, 1878-1927 :: bailarina)

O preço da honestidade