quarta-feira, setembro 13, 2006

13 - 09 - 1986


A medida em que o tempo passa, sinto-me cada vez mais capaz de realizar metas e objetivos, sim porque tudo na vida tem-se as chamadas metas, para que nós busquemos forças a progredir nessa vida.
Falo assim porque hoje se completa 20 anos que meu pai morreu. 20 anos de luta para me sobressair neste mundo de carniceiras e pulguentas pessoas que praticam o mal seja para quem for.
Erico Vannucci Mendes, homem simples, pai simples, de cunho firme, me ensinou a viver durante os meus quinze anos que tivemos juntos. Pai de palavras, pai de ensinamentos, pai de hombridade e respeito, pai com ideais humanistas, não media esforços a ajudar, desde que as pessoas se deixassem ser ajudada. Pai da cultura, de vastas informações.
Oficinas culturais ele criou, trabalhos sociais ele fez, espalhando sua graça em forma de conhecimento, deixou rastro de alegria, deixou linhas de esperança, deixou a paz nos corações que com ele conviveu.
Pai tenho tanta saudades de ‘ti’.
Pai, sempre agradeço suas palavras de sabedoria.
Pai sigo as suas ultimas palavras.
Preparando-me para a sua morte, disse:

- Paola, sei que vou morrer...
E no dia da minha morte, se você tiver alguma coisa de importante a fazer, seja qual for, vá lá e faça.
Não quero que chore minha morte, quero que lute com unhas e forças pelos seus ideais.

Estas são as ultimas palavras do grande ensinamento que tive do meu pai.
Por isso é que hoje eu agradeço a Deus por ter sido eu a sua filha caçula e por ter sido eu a Paola mulher de guerra formada por Erico Vannucci Mendes.
Pai tenho a certeza de que se você tivesse aqui, me aplaudiria, pois hoje posso dizer que sou uma mulher realizada.

Obrigada!

PAOLA VANNUCCI

13 comentários:

WLS / LL disse...

vc simplesmente é demasiadamente excelente demais assim como seu pai o era ... Um verdadeiro heroi da resistência, só poderia fazer uma grande MULHER capaz de resistir a tudo ... BJS/L.

Paola Vannucci disse...

wls/ II

Meu querido L.
Agradeço as suas palavras de carinho, mas por favor, gostaria de que vc se identificasse.

Obrigada

Paola

Navi Leinad disse...

Linda homenagem! Emocionante e sincera! Fico feliz por você compartilhar com todos esse momento de extrema serenidade. Atualizarei meu espaço em breve. Um abraço.

Flávio disse...

Bela Homenagem... Sensibilidade marcante. Aqueles que amamos merecem nosso aplauso, nossa alegria e nossa certeza de que somos o que somos porque aprendemos a olhar com sabedoria o mundo através de seus ensinamentos!

LuisF disse...

Kerida,komo ja te disse,Aplaudo eu de pé essas tuas palavras ao teu kerido Pai.
Embora klaro está,eu nao o tenha konhecido,kom toda a certeza k é merecedor desse teu amor.
Obrigada por seres assim,nka mudes te adoru assim!!
Bju bem Carinhoso deste Admirador e Amigo k te ama muito.

Cida Meira disse...

Que felicidade não é Paola, seu pai ter sido um grande homem-sábio e principalmente HUMANO... isso mesmo minha amiga, tenha bastante orgulho, divulgue as idéias e o trabalhos deixados por ele, precisamos muito disso, enobrece nossa alma e assim seguramente prestamos homenagem ao seu tão querido pai!!

bjs..bjs..bjs..

joão Matsumoto disse...

Oi Paolinha, vc é uma mulher exemplar e onde quer que ele esteja esta muito admirado e muito orgulhoso de você!!!
Muito linda a homenagem que vc fez a ele muito emocionante!! Amei!!!!
Bjosssssssssss querida te adoro!

Mily disse...

Minha doce amiga, que belas palavras essas, em homenagem ao seu pai, tão cheias de orgulho, tão plenas de carinho, que toca a nossa alma de uma forma muito bonita.

Que grande homem foi o seu pai, meu anjo! Que grande mulher você se tornou!

Tenho certeza de que, esteja ele onde estiver, recebeu sua homenagem com o mesmo carinho com que você a ele dedicou.

Que te venham dias de muita luz, paz e amor, amiga querida, junto dessas pequerruchas lindas que estão sendo olhadas 'lá de cima' por muita gente boa.

Beijos, sorrisos e flores no final de semana dessas 3 mulheres que enternecem meu coração de amor.

Anônimo disse...

vc realemente nos emociona!!! Assim como a cida meira disse continue a divulgar o trabalho do seu pai para nos engrandecer> Felicidades hj e sempre, pois sempre precisamos de palavras como as suas em nossas vidas. bjs...

Blogue da Magui disse...

Belíssima homenagem.Emocionante, especialmente qd vc reproduziu suas últimas palavras. Pena que ele foi embora cedo demais. Vc não pode mesmo decepcioná-lo e a gente nota que puxou a sua honra e inteligência.

Anônimo disse...

Gostaria de convidar você pra participar de um concurso, com premiação, que estou realizando no meu blog. Entre e confira!
Abraços!
Rubo Medina
http://napontadolapis.zip.net

rubomedina disse...

Paola, pelas últimas palavras de seu pai, percebe-se que ele era um homem de força e que acima de tudo confiava muito em vc, tudo baseado nos ensinamentos que ele mesmo te proporcionou.
Fiquei feliz em ver esse exemplo.
Beijos.

elin disse...

Querida Paola,
Voçê nao me conhece. Meu nome è Elin Emilsson. Conheci o seu pai porque a minha familia e a familia da sua avó Martha eram muito amigos. O meu pai trabalhou com a sua avó no Instituto de Oceanografía. Eu agora moro no México.
Foi uma grande descoberta saber que a filha cacula do nosso querido amigo Erico tinha se convertido numa grande escritora! Suas palavras sao bellíssimas e o espìritu de luta muito admirável. Para mim o seu pai foi um grande exemplo, e sua avó também. Meus melhores desejos para voce. Elin Emilsson elin_ire@yahoo.com
Gostaría ter contato com voce!