O dia do amanhã




O dia do amanhã



Detenho minhas vontades,
Na espera do dia seguinte.
Nada sei do amanhã
Sei que depende de mim.
Talvez, não.

Meus atos são intensos
A vida me seduz
Conduz-me a algo ilimitável.
A vida o seduz
O conduz a algo irrealizável,
Estamos sempre distantes.

Minha luta continua.
É rica e farta,
Canso-me,
Pois haverá agonia, tempestade.
Haverá desprezo da alma.
Haverá morte,
Terremotos acontecendo.

E eu sem nada poder fazer.
Vidas ceifadas num piscar de olhos.
E eu sonhando na ideologia
Vidas roubadas sem um por que,
Depois do terremoto,
Vem a tempestade.

Choros,
Coros infantis suplicam por seus pais,
Sem nada entender.

O dia da agonia evidencia a fraqueza humana
O da reconstrução?
O dia seguinte virá
Não sei se com a tempestade?
Não sei se com terremoto?
Não sei se meu amor saberá de mim?

O amanhã sempre irá existir.

Paola Vannucci
27/05/2008


Comentários

jenario disse…
Detenho minhas vontades,
Na espera do dia seguinte.
Nada sei do amanhã
Sei que depende de mim.
Talvez, não.


liiindo o começo de seu poema Indiazinha linda...
Harold disse…
Li seu poema. Vou lê-lo novamente. De cara, eu gostei do modo como foi escrito. Um texto no formato canção, esperando chegar alguém para fazer a poesia virar melodia e ser cantada por aí.
Sua abordagem me lembrou o tempo em que morei na minha cidade e comecei a escrever poemas, nos anos 80. Eu gostava de escrever temas iguais a este seu.
Escreva mais textos que possam virar canções.
Beijos e vida para você toda hora.
Oi amiga! "O dia do amanhã". Muito bem construída, em forma melodiosa.
O amanhã é sempre o desconhecido. Beijos!
Philip disse…
Paolinha....um dia depois de amanha,,,,o que pensamos ne....o que podemos fazeR???o que acontecera conosco....nesse dia depois de amnha????verdades;..mentiras....suposiçoes...esse é o nosso mundo a ser vivido..com verdade..mentiras..mas no fundo crecermos..para vivermos esse dia depois de amanha..
muito bom mesmo.....
parabenssss...
bjaooo
Parece que temos a incorrigível mania de projetar a vida para o amanhã. Bacana mesmo é tentarmos não ser levianos com o hoje, pois este respira certezas plausíveis.

Beijos, Paola!
Leila Lopes disse…
a nossa vida é assim, imprevisível, importa que vivamos hoje o nosso melhor, um caminho preciso e consciente.
Bjos
Menina do Rio disse…
O dia seguinte é uma suposição. Poderá vir ou não...Deixa a vida seduzir-te agora...

Um beijinho de boa semana
Anônimo disse…
Olá Paola você como sempre continua escrevendo coisas belas, sempre inspirada em algum tema como o dia de amanhã o dia de amanhã é incerto abraço do.

Celso
Mônica disse…
Olha eu aqui!!

Sem palavras para descrever tantos sentimentos bonitos,tanta mágica, tantas lágrimas contidas.


parabéns..virei sempre por aqui.


És muito especial.

Bianchini.
Daniel Aladiah disse…
Querida Paola
O futuro depende sempre de nós, do nosso querer e lutar, até que alguém nos ajude a chegar lá... muitas vezes, depois de termos ajudado muitos no seu caminho.
Um beijo
Daniel
Déby disse…
Este comentário foi removido pelo autor.

Postagens mais visitadas deste blog

Homenagens aos pais - Minha formatura

Isadora Duncan (americana, 1878-1927 :: bailarina)

A Cor que Chama Sua Atenção