quinta-feira, maio 15, 2008

A sua espera

A pedidos pelo assunto saiu assim este poema:

A sua espera


Você era como um raio de luz,
Mas quebrou com a grande descoberta triste em nossas vidas
Você me fez a pessoa mais feliz do mundo anos e anos
Ficamos juntos numa mesma casa, num lar cheio de desejos e prazeres.
E não mais suportável você se rendeu a uma paixão,
Não mais suportável você esqueceu tudo o que lhe fiz
Não mais suportável você fugiu com um alguém
Sofro a todo o momento e
Quero o seu calor,
Quero sua alma
Seu cheiro
Seu tudo
Estou só agora a sua espera
Estou pensando no passado
Sei que não posso
Mas penso nos delírios loucos que fazíamos apenas
Para que nossos olhos cruzassem numa infindável relação.
Hoje me pergunto:
- O que deixamos de fazer?
Meu bem,
Estou a sua espera.

Paola Vannucci
15/05/2008


5 comentários:

Harold disse...

Paola!
O seu poema é muito interessante. Penso em você como sendo a portadora da fala das mulheres que querem o amor total. Aí, você empresta a beleza de seus versos para que as mulheres possam cantar, louvar, reclamar ou, simplesmente, citar o amoe.
Parabéns pelos seus escritos.
Beijo e um monte de coisas boas!

Neneca Barbosa - Um ser humano em evolução! disse...

Paola!
Esse poema é muito bom.
Gostei do seu cantinho, bem diversificado. Voltarei!
Parabéns! Um abraço.

Mamy & Papy disse...

Lindo o poema amiga...muita emoção na espera de alguém que se foi...triste e belo...parabéns...Jane Rossi

Mamy & Papy disse...

Adorei seu BLOG...poemas maravilhosos...bjus amiga...Jane Rossi

Daniel Aladiah disse...

Pungente, Paola!
Um beijo
Daniel