Ana Paula Perissé



Essa moça despojada e de conversa gostosa via internet, que acabei conhecendo e aos poucos fui desvendando seus dotes poéticos.
No dia em que ela me mandou o poema para esta postagem, rs, não resisti e respondi rs.... Vamos à leitura desta grandiosa poetisa!!!!

Terror Poético
Ana Paula Perissé*

Terror poético para acalentar alma doída.
Poéticas em transe,quase delirantes,
para desfazer o nó górdio ancestral.
Heresias autopoiéticas para abrandar a ausência
que já se desfez
em pedaços de mil fantasias.
despossuídas.
Bombas de poesia
para que ao poeta seja merecido
o pertencimento da vida,
o parentesco e o acolhimento no espanto
dos acontecimentos pulsantes.
Injeções e enxertos de palavras flutuantes
em arte quase pictóricas
para que o sentido obscuro de uma argila dura
amoleça,
em suaves nuances de maciez,
a pele corroída de uma
ardente pretensa poetisa.

Terror poético em resposta!

Terror poético que aterroriza pobres mortais das literaturas

pena,
nossos jovens não decifrarem tais palavras aqui descritas,
pena a educação ser uma loterias.
onde a matança desenfreada nas escolas correm as soltas;
são heranças deixadas pelos militares nojentos,
são a acolhida de quem quer fazer
mas,
não tem por onde começar...
fantasma alegórico da escrita.
pobre Aurélio que já morreu.
pobre língua que sofrerá abusivas transformações.
cálidos professores que não tem o que fazer.
tenebrosa poesia!!!!

Paola Vannucci
20/09/2008

Comentários

A DONA DO MUNDO disse…
OLÁ minha querida
seu blog é muito agradável, de muito bom gosto

vou add, pra lê-lo com mais frequência
beijo e parabéns
Anônimo disse…
Saudades Paola Querida!!!
Sempre que puder estarei visitando o seu Blog.Ele está lindo como sempre.
Beijos
Carmen Amorim
Harold disse…
Um dia pedirei permissão à Ana Paula. Se ela concordar, publicarei algum texto dela no meu blog.
Beijos!
ana disse…
Muito lindo seu blog e suas posias amiga bjs
Ana

Postagens mais visitadas deste blog

Homenagens aos pais - Minha formatura

Isadora Duncan (americana, 1878-1927 :: bailarina)

A Cor que Chama Sua Atenção