Ditadura Militar

Assunto difícil, delicado de se tratar. Mas diante do fato do julgamento do “Ustra” não posso deixar-me calar.
As pessoas tratam as outras pessoas como se fossem animais, esquecem de que somos seres humanos iguais, diferenciados por raça, cor e etnia, mas somos feitos de carne e osso. Na época do Militarismo, quem comandava, eram todos uns covardes e sanguinários. Eu não tenho medo nem vergonha em falar, porque o direito de ir e vir é todo meu, é todo nosso. Só quem vive, ou viveu com presos políticos, sabe o que é passar a vida sob tortura, sim porque é uma constante tortura viver sob um teto de um torturado da época.
Uma pessoa tortura, não vive a alegria direito, vive a ganância ou pela vida ou pela morte. Mas nunca perde o sonho, a luta por seus ideais, jamais perde o humanismo e o brio. O caráter de cada um já é formado no ventre materno, e essas pessoas morrem para deixar seus rastros de conquista nessa vida que até então é maldita, e banalizada por certas pessoas que aterrorizam, torturam, barbarizam, e matam essas pessoas vitoriosas.

* cadeira de dragão;
* choques elétricos;
* pau de arara;
* tortura completamente nus;
* tortura psicológica;
* para dormir, umas palmadinhas e salinhas iluminadas até se renderem ao sono e dormir...

Ontem o tal “Ustra” foi a julgamento, mas não compareceu, ontem pela manha, pensei que se havia justiça, mas fora de passagem. O Cara tem um advogadozinho, que o defende, e o tal “Ustra” covardemente não deu sua cara a tapa, pois ele mesmo sabe que tem culpa e muita culpa no cartório.
Escrevo sim e quem vai me calar?
Escrevo agora para que todos aqueles que passaram por essa época e passaram sob tortura, que denunciem, que falem, que usem forças para prender um a um desses canalhas, covardes, sem vergonhas... Falo sim.
Pela minha idade, não fui presa, nasci presa a um Regime Absurdo e sou filha da época, sou como muitos brasileiros, filhos da esperança, filhos dos quais deveríamos para, protestar, exigir do governo, exigir justiça. Filhos que ergam as vozes.
Imagino como deve ser um filho, um neto, ou apenas um parente de um torturador, você que se casará e seu sogro por ventura é um torturador. Não acredito que torturadores se regenerem. Já pensou ser nora de um torturador?
E por aí vai.
Aqui deixo várias perguntas:

Porque o governo ainda tem no poder antigos militares?
Porque o governo não toma atitude e vergonha para pagar as famílias que sofreram nessa época?
Porque o Brasil ainda é o único país atrasado para esse assunto?
Porque não se faz justiça?

Minha vida é cheia de esperança, sabem o porque?
Sempre acordo com um sorriso lindo e a certeza de que um dia verei a verdadeira justiça.
Luto pela vitória e não há ninguém para me tirar do cominho. Luto pela cultura e não há ninguém a me tirar do caminho, porque o bem mais precioso do ser humano está na cabeça com seus pensamentos.

PAOLA VANNUCCI
09/11/2006

Comentários

João Matsumoto disse…
Oi Paolitcha, mais um post que revela toda sua indignação e esta sua maravilhosa e exemplar crítica social!!! Bjinhuss em seu coração te adoro
Navi Leinad disse…
a luta continua.
rui disse…
OI Paola

Admiro muito você pela sua força e coragem em abordar estes temas, em que, todo o mundo tem medo de falar.
Paola você é uma farpa que se enterra na consciência das pessoas e as faz acordar e ver certas realidades que muita gente quer esconder.
Paola, você é uma cidadã atenta. É necessário mais pessoas assim, como você, para se corrigir o que está mal e fazer justiça.

Bom fim-de-semana
Muitos beijinhos
rui disse…
Amiga Paola
O seu poema é lindo. Está muito bem escrito.
Gosto da forma como expressa com profundidade, clareza e sinceridade os seus sentimentos de tristeza, dor, amor, preocupação, revolta, mas também de esperança e de paz. É simplesmente lindo e é difícil definir esta beleza só assim, em três palavras. É preciso lê-lo e, saber interpretar tudo o que está subjacente em cada expressão

Meu comentário ao poema Refúgio.
Carlos disse…
Paola, minha doce e sempre amada amiga! Concordo plenamente com você no total do texto. Forte e encorpado, como um bom café sem muito açúcar, revelando-se com extrema sinceridade. Mas lembre-se, minha doce e amada amiga que toda moeda tem dois lados, duas versões e muitas verdades em cada uma delas, não dizendo que há uma que venha sobrepujar à outra. Mas em todo caso, a violência nunca foi e nunca será o melhor método nem para buscar soluções e nem para buscar a verdade. Aliás, força física e verdade não combinam. Mas lembre-se, minha brava guerreira de que Deus escreve certo por linhas tortas, e não são as prisões que prendem e nem a tortura o que machuca. Temos tantas formas piores de torturas silenciosas, perniciosas e excludentes. Em verdade, o homem é como um cristal, que no fogo torna-se límpido e belo. Repara que nos tempos mais difíceis é que tinhamos mais produção, mas garra, mais sonhos, a água corre com mais força quanto maior seu atrito. Esses tempos mornos de hoje fazem-nos mais moles e menos pensante e reflexivos, nos tornam robôs sem cérebro e algumas vezes sem alma. Não quero nunca justificar uma coisa pela outra, pois seria fatalmente outro erro. Precisamos sim: ficar chocados a cada dia, lutar por valores reais e não ilusórios deste mundo. Somos todos perecíveis e vivemos como se fosse eternos. Queremos demais para não levar nada. Devemos procurar o verdadeiro alquimista que há em nós, e transformar em ouro o que é essencial para nossa alma e para o crescimento de todos. O praíso existe sim, mas não é só para mim, ou para você: é para todos, e sem isso não chegaremos a lugar nenhum. Sim, a luta nunca para, el aé constante: em nós, por nós, sabendo que isso acolhe o "outro" que nem sempre pensa de forma identica, respeitar, crescer, iluminar, sem força, sem ódio.... só o amor basta, só o amor salva, só o amor ensina. Quem ama, pode fazer o que quiser, pois o verbo Amar, já diz e faz tudo o que for preciso, resta-nos reaprender a cada dia a conjugar esse verbo em todos os tempos e conjugações. beijos em sua nobre e valente alma de guereira do bem e da paz. Te amo, viu!!!! Bacci Milli
Claudia Pit disse…
minha querida amiga, sinto um enorme orgulho de pode chamá-la assim... Adoro tudo que escreve e da maneira que escreve, com a alma... com sentimento, com amor!!
Acredito que um dia teremos mais igualdade e menos injustiça social!!
bjss
l. rafael nolli disse…
Olá, Paola, gostei do texto que faz denuncias verdadeiras e relevantes sobre essa assunto. Estamos vivendo um mometo de abertura muito gloriosa sobre esse tema. Até muito pouco tempo isso ainda era uma espécie de tabu. Ainda bem que estamos com a liberdade garantida para dizer que essa ditadura de merda foi um atraso enorme para esse país: a começar pelo atraso social, atraso democrático, no atraso cultural; como diria Nietszche, A guera é o invero da cultura - esse pensamento se adequa muito bem a ditdura, que foi um longo e sombrio inverno. Sei que desde que a esquerda está no poder nesse pais - ainda que seja uma esquerda leve, anti-revolucionaroa - os militares estáo perdendo todas as regalias, e sobretudo perdendo o poder absurdo que detinham! Isso é uma grande vitória não só para nós, mas para todos que virão! Abraços, querida!
Paola

Parabéns por este post. Gostei Adorei! Existem momentos que temos que abrir a boca tipo leão e esta é uma delas. Deste o teu grito!
Estas situações não se deveriam passar, mas infelizmente acontecem despudoradamente.

Mas que a voz nunca se cale!

Mais uma vez Parabéns!

Beijinhos com carinho
BomFsemana
Filipe Freitas disse…
Minha querida Amiga Paola:
Rretribuo os votos de um bom fim de semana.
Beijos.
Micas disse…
Admiro a sua FORÇA. É pena haver tão poucas pessoas como voçê.

De volta depois de uma ausência tecnicamente forçada...vou por a leitura em dia ;)

Beijinho e bom fim de semana :)
Papoila disse…
Paolla, venho agradecer a tua visita e ler a tua indignação que comento com as palavras de Sofia de Mello Breyner...

Porque

Porque os outros se mascaram mas tu não

Porque os outros usam a virtude

Para comprar o que não tem perdão.

Porque os outros têm medo mas tu não.



Porque os outros são os túmulos caiados

Onde germina calada a podridão.

Porque os outros se calam mas tu não.



Porque os outros se compram e se vendem

E os seus gestos dão sempre dividendo.

Porque os outros são hábeis mas tu não.



Porque os outros vão à sombra dos abrigos

E tu vais de mãos dadas com os perigos.

Porque os outros calculam mas tu não.


“No Tempo Dividido e Mar Novo”, Edições Salamandra, 1985, p. 79

Espero que goste.
Beijos
Luisa disse…
Eu, com um post tão frívolo, sobre Etiqueta, e tu com um assunto tão sério sobre os toturadores! Aqui em Portugal, depois da revolução do 25 de Abril, todos os antigos torturadores foram deixados livres, sem um castigo. Dizem que somos um país de brandos costumes mas tanto não era de prever. Não que eu goste de vingança mas a justiça dever sempre imperar e cá não foi feita.
célia musilli disse…
vc deve ter motivos muito fortes para se expresar com toda a convicção...acredite na sua luta, acredite nos seus sonhos, lute por aquilo que acha justo...cada um de nós, tem seus motivos para carregar uma chama, se a sua chama era sua luz bem alto, tenho certeza que serve de farol a muitas consciências.. beijo grande, pessoa sensível.
dad disse…
Esse assunto já teve todo tipo de tratamento, eu que vivi este periodo e fui realmente compreende lo depois, acho interessante este enfoque atual,o que os acusadores querem não é uma restituição monetária e sim uma restituição moral !! Hoje os militantes daquela epoca as vezes são chamados de ex-terroristas, então chamemos os militares de ex-torturadores. Só que infelizmente é uma luta inglória, pois é muito doloroso pras pessoas que passaram por isto avivar estas lembranças, muitos acham melhor esquecer.

Mas acho necessário,não só aqui no Brasil, acho que deveria haver uma conscientização mundial: arabes X israelenses, EUA X eixo do mal (?)ou seria melhor EUA eixo do mal X resto??

Não devemos achar que por que o mundo é assim...
Devemos sair do imobilismo e gritar !!
Daniel Aladiah disse…
Querida Paola
A minha solidariedade!
Um beijo
Daniel
Anônimo disse…
A DITADURA MILITAR FOI E SEMPRE SERÁ A DESCULPA MAIOR PARA QUE OS OPOSTOS NÃO TENHAM SUA LIBERDADE DE EXPRESSÃO ... OS ANOS DE CHUMBO NA REALIDADE FORAM DUAS DITADURAS MENTIROSAS... A DEMOCRACIA ATENIENSE FOI UMA MENTIRA E A NOSSA ATUAL DEMOCRACIA TAMBÉM É... NÃO EXISTE DEMOCRACIA ONDE HÁ FAMINTOS ... SÓ MESMO QUEM CONHECEU O CACETETE DEMOCRÁTICO E O DA DITADURA MILITAR TEM MESMO SUAS MARCAS FISICAS E PSICOLÓGICAS ... ESSES CANALHAS DEVERIAM ESTAR EM CANA E NÃO PROTEGIDO AINDA POR ESSA TAL LEI DE ANISTIA ... É NECESSÁRIO COLOCAR OS RESPONSAVEIS PELA DITADURA MILITAR NAS CADEIAS MAIS IMUNDAS QUE ESTE PAÍS TEM ... QUE NOJO ... TORTURA NUNCA MAIS !!! LELÉ/SANTO ANDRÉ - SP
Kalinka disse…
Paola, aceita o meu desafio e diz-me quais as tuas musicas preferidas ou mesmo que seja só uma, qual é?

Vem ver qual é a minha.
Bom domingo.
Abraços.

PARABÉNS pelo seu post. Uma critica social feita com cabeça e cheia de força interior.
Philip disse…
Oi Paolinha...com certeza estou eu aki para da minha opinion....
Vc é uma pessoa que expressa sempre o que sente e com certeza vc nao ia deixar de fora....
parabens pela critica...asism conseguiremos mudar o mundo...

bjao
Mikas disse…
Boa semana para ti
rui disse…
OI Paola

Passei para te deixar um beijinho

Saudações
Olá Paola...
Texto muito bom; traz a tona o verdadeiro rosto do povo que se indigna diante das injstiças cometidas aos longo da história de construção de nossa nação. Infelizmente, trazemos impregnados em nossa história política, um dos absurdos herdados da idade média... Concordo plenamente com o fato de termos de punir aqueles que cometeram atrocidades contra nosso povo e, acima de tudo lutar para a construção de um país mais justo.
marconi leal disse…
Muita gente importante, que continua viva, apoiou a ditadura e, por tabela, as torturas praticadas naquele período, Paola. Eis por que pouca coisa ainda sabemos sobre esse tempo nefasto. Há muitos interesses por trás disso. Beijos.
Blogue da Magui disse…
Quem é essa pessoa? Os torturadores existem em todo o mundo e em todas as épocas. Não foi privilégio de pessoas que se opuseram ao regime militar. Hoje, depois de muita luta , a tortura é consideradaa crime hediondo.Mas se quisermos nos aprofundar , exitem pessoas torturadas no trabalho e no meio familiar fazendo com que leis trabalhistas e de punição aos torturadores morais e físicos seja possível. Eu não concordo que o povo brasileiro deva pagar por atos de tortura feitos no regime militar. Eles participaram porque escolheram. Guerra é guerra.Duvido muito que não fizessem o mesmo se estivessem em posição contrária como podemos ver em diversas ocasiões históricas e que eram em situação de guerrilha e ditadura de esquerda ou de direita.
Mily disse…
Minha doce amiga, minha amiga guerreira, minha valente amiga: nada a dizer dos últimos posts, onde suas reflexões se fizeram completas, e também os comentários de todos os seus amigos!

Não tenho tido muito tempo para entrar nos blogs amigos, mas acredito que agora vou ter uma folga para visitar a todos.

Beijos doces nas pequerruchas, e para você, meu anjo, os parabéns por sua luta, sua coragem, e sua determinação.

Sorrisos e flores, junto aos beijos do meu para o seu coração.
citadinokane disse…
Tortura nunca mais!

Postagens mais visitadas deste blog

Homenagens aos pais - Minha formatura

Isadora Duncan (americana, 1878-1927 :: bailarina)

A Cor que Chama Sua Atenção